TEATRO FEV’16: aD hOMINEm, tradução e adaptação por Sofia de Melo Araújo de El Bálsamo de Dios, de Carlos Boves

aD hOMINEm, tradução e adaptação por Sofia de Melo Araújo de El Bálsamo de Dios, de Carlos Boves, traz a palco uma leitura inédita de um texto nunca levado a palco, no qual Homem e Poder se enfrentam numa luta de/sem Tempo, com base na história real de Cayetano Ripoll, o último executado da inquisição espanhola.

ad-hominem-e-g-6
Em tempos de fanatismo e destruição, medo e agressão, tempos em que o Tempo parece cada vez mais uma mera construção do optimismo humano, sonhador de setas de progresso, embalado por futuros sonhados e acreditados, o Passado, ou o tido por passado, derruba-nos as portas do refúgio e lembra-nos a cada vida extinta que não há dor de época, nem medo de época.

Cayetano Ripoll, o homem que não curva, surge-nos de entre as brumas da história espanhola pela mão da que tudo vê, tudo sabe e ainda assim, contra si própria, tudo espera: Mnemósine, a memória, a espectadora eterna, a leitora feita de leitores e de actores, de intérpretes e de agentes, humanos todos, sempre humanos, sem tempo, com todo o tempo, num oscilar doloroso e eterno de revolta e cinismo, pintados ambos do Real que se constrói e se observa.
ad-hominem-e-g-15
 Numa leitura livre, Carlos Boves e Derek Jarman, James Dean e Gregory Peck, Albert Camus e Victor Hugo são autores de memórias que a encenação usa para dar voz ao Homem sem tempo que usa farrapos de prisioneiro, olhar de carcereiro, fato de navegador, grilhões de escravo, sorriso de carrasco, casaco de rebelde, espartilho, credenciais de deputado, microfone de repórter ou arma de soldado, pena, caneta ou teclado, o Homem que usa o palco… ou um lugar no público. 
Sofia de Melo Araújo
ad-hominem-e-g-23
Reservas: inskene@gmail.com
24 a 27 de Fevereiro
21:30
Auditório Municipal de Gondomar
  • Normal – 4 euros
  • Estudante – 2 euros
  • Sócio in skené – 2 euros
  • Dia do Espectador (Quinta-feira) – 2 euros
Ficha Técnica
aD hOMINEm
a partir de El Bálsamo de Diós, de Carlos Boves
Tradução, adaptação e encenação Sofia de Melo Araújo
Duração: 1h30m (apróx.), sem intervalo.
Maiores de: 12 anos
Actores: Tiago Moreira, Pedro Ferreira, Ana Catarina Vigário, Adelino Moreira, Andrès Otaiza, Xavier Neves e Mafalda Duarte
Desenho de luz: João Ferreira
Sonoplastia: Ricardo Pita
Apoio a Guarda-Roupa: Alzira Ferreira
Cenografia: João Ferreira, Ricardo Pita, Joana Sousa e José Santos
Produção: in skené – grupo de Teatro de Amadores de Gondomar
Director Artístico: João Ferreira

Deixe uma resposta